Artigos

Conheça nosso Blog ACESSE AGORA

Os músculos do assoalho pélvico e o Pilates


"Assoalho pélvico", apesar de, com o advento do Pilates, ter se tornado um termo bastante trabalhado, ainda deixa a impressão que se trata de um assunto voltado apenas para os profissionais de saúde. Você já tinha escutado falar dos MAP? Sabe onde ficam e como contraí-los? Então vamos aprender um pouco mais sobre a importância desse conjunto muscular.

"Assoalho Pélvico" é um termo utilizado para nomear os músculos que se situam na parte inferior da pelve, tanto no homem quanto na mulher. Suas principais funções são:

  • Sustentação: a força da gravidade e o aumento da pressão intra-abdominal (rir, tossir, contrair, levantar) provocam pressão dos órgãos pélvicos sobre  os MAP, que contraem para manter o posicionamento desses órgãos.
  • Esfincteriana: Os MAP promovem fechamento rápido da uretra e do reto para garantir a continência.
  • Sexual: Os MAP possuem receptores que aumentam a sensação de prazer sexual.

Os músculos do assoalho pélvico formam um oito, sendo que o círculo de cima envolve a abertura da vagina e da uretra e o círculo de baixo envolve a abertura do ânus. 

Um assoalho pélvico saudável tem um bom tônus (firmeza) e elasticidade, entretanto a idade, a falta de exercícios em geral, e mesmo a gravidez e parto (seja ele vaginal ou cesariana) fazem com que estes músculos fiquem mais fracos, o que pode dar início a uma série de danos tais como a incontinência urinária e prolapsos de órgãos pélvicos.
Na maioria das vezes, os exercícios pélvicos podem prevenir e tratar esses problemas. Como todo exercício, esses também necessitam de regularidade e progressão supervisionadas por especialista.

Pesquisas mostram que os MAP são ativados quando ativamos nossa musculatura abdominal profunda, o que o método Pilates faz melhor que qualquer outro exercício, recrutando os MAP para a correta execução dos movimentos.

Se você sofre de algum mal proveniente da fragilidade dos músculos do assoalho pélvico, procure uma de nossas 21 unidades em São Paulo e venha conversar conosco. Vamos tratar seu caso com a maior atenção e nos empenhar em ajuda-lo a ter uma melhor qualidade de vida.

Qual a roupa certa para praticar Pilates?

ROUPAS-revista-pilates

Todo exercício precisa de roupas confortáveis e práticas, que não atrapalhem ou reduzam a sua mobilidade. Um dos erros mais comuns é achar que as roupas quentes ajudam a acelerar a queima de calorias.

Quando você transpira não quer dizer que está emagrecendo, mas que está perdendo água e sais minerais. Se você abafa a transpiração com roupas quentes e pesadas, pode ficar desidratado e se sentir mal. Por isso, use roupas leves e fresquinhas.

Mas o Pilates tem algumas características especiais. Ele envolve muitos movimentos de todo o corpo, por isso pede roupas que te deem bastante flexibilidade. Na hora de escolher, uma dica é se movimentar bastante com ela antes de ir para a aula, veja se você se sente bem e consegue se alongar com ela.

Um ponto importante na hora de escolher a roupa é que o seu instrutor precisa ver o seu corpo, e corrigir seus movimentos, a postura. Por isso, não use roupas muito largas. As roupas mais justas também evitam que você fique presa a algum equipamento, atrapalhando os movimentos, ou que mostre alguma parte do corpo que possa te deixar desconfortável.

Segundo o blog Central do Pilates, uma alternativa legal é o macacão, que é confortável e dá flexibilidade sem incômodos. Uma calça legging e uma regata justa também são roupas ideais para a aula. Lembre de prender os cabelos, para não atrapalhar nos exercícios, e tirar brincos, anéis e acessórios.

Nos pés, o ideal é usar meias antiderrapantes, pois os aparelhos têm estruturas metálicas que podem escorregar se fizer com uma meia normal. Se preferir, pode fazer descalço também.

Melhore a sua respiração com o Pilates

Respirar é uma das nossas funções automáticas talvez por isso não lhe dedicamos atenção nem somos estimulados a treinar nossa respiração, mesmo sendo a nossa fonte primária de energia e o suporte básico da nossa vida.

A maneira como respiramos é o reflexo da forma como vivemos. Emoções negativas podem afetar o nosso padrão de respiração e isso tem um efeito imediato em nossa postura. Você já deve ter reparado que quando estamos sob stress ou preocupados, nosso peito começa a ficar mais tenso e a respiração torna-se mais superficial e rápida aumentando a frequência cardíaca. Se você está calmo a sua respiração e ritmo cardíaco é mais lento, existe tempo suficiente para transportar o ar profundamente através de toda a capacidade dos seus pulmões usando o diafragma.

Melhore a sua respiracao com o Pilates

Quando dirigimos a nossa atenção para a respiração ajudamos a aumentar o fluxo de oxigênio para o sangue e a transportar o dióxido de carbono no sentido inverso, é importante ter a ajuda de um bom profissional para não se correr o risco de uma hiperventilação. Aumentamos a nossa capacidade respiratória e circulatória. Um respiração ineficiente e destreinada irá ter o resultado oposto.

Joseph Pilates percebeu a relação profunda entre a mente, o corpo e respiração e a importância desta ligação na sustentação de um método de exercício eficiente. Estes mesmos princípios são usados com sucesso à centenas de anos em disciplinas orientais como o Yoga e o Tai Chi. Hoje em dia é largamente aceite que exercícios respiratórios têm um impacto profundo na melhoria do nosso bem estar fisiológico e psicológico. Praticando Pilates você irá aprender a usar de forma eficiente os músculos relacionados com a respiração, sobretudo a usar o diafragma, a evitar tensões desnecessárias e a aproveitar as possibilidades que a sua caixa torácica oferece.

Quando a respiração é calma e eficiente, os movimentos produzidos durante o exercício tornam-se suaves e o corpo permanece relaxado e livre de tensões indesejadas. Por isso que Pilates apesar de ser um método de exercício exigente não reduz as suas energias físicas, mentais e emocionais. Pelo contrário, no final de uma aula de Pilates deve sentir-se revigorado na sua energia e bem estar, pronto para levar esses benefícios para o resto do seu dia e das suas actividades. Se você aprender a respirar melhor é inevitável que irá passar a viver melhor.

Autor: Hugo Matos – Fisioterapeuta e instrutor de Pilates

Pilates como aliado na preparação do corpo para o parto


Poucos momentos da vida de uma mulher promovem tantas mudanças físicas e mentais como a gravidez. Durante esse momento, o corpo da gestante passa pelas mais diversas transformações, tornando necessária uma nova e gradativa adaptação às suas novas condições físicas. Já na primeira consulta do pré-natal, a preocupação é uma só: cuidar bem da saúde para garantir o bom desenvolvimento do bebê. No entanto, também é muito importante que esse cuidado de estenda a futura mamãe. Com exercícios que visam aumentar controle, força e prevenir lesões, os especialistas tem indicado sem medo nenhum a prática do Pilates.

No Pilates, os exercícios são leves, cadenciados e específicos para cada caso. Entre os inúmeros benefícios da atividade com as gestantes, podemos destacar: o relaxamento do sistema circulatório e o fortalecimento da musculatura pélvica, proporcionando maior sustentabilidade para a bexiga e o útero.

Os primeiros três meses de gestação promovem talvez as maiores mudanças no corpo da mulher, que tem que se adaptar para suportar o peso da barriga e, claro, gerar um bebê saudável. Com a prática de Pilates, a mulher tem o alívio das dores na coluna e realiza o preparo necessário para o período pós-parto, onde o corpo volta a sua forma anterior e o trabalho executado com a musculatura durante a gravidez fará toda a diferença. Além disso, outro ponto importante é que uma gestante ativa ganha menos peso, dorme melhor e fica menos ansiosa.

Converse com uma amiga sobre os benefícios do Pilates e ajude-a a ter uma gestação mais saudável e prazerosa. Aqui na Pure Pilates recebemos várias gestantes, converse com nossos instrutores sobre os nossos resultados!

A prática de Pilates para indivíduos com obesidade


A obesidade é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal no indivíduo com alto risco de prejuízos à sua saúde. São muitas suas causas: pode estar ligado ao patrimônio genético da pessoa, aos maus hábitos alimentares ou, por exemplo, a disfunções endócrinas. Para o diagnóstico em adultos, o parâmetro utilizado mais comumente é o do índice de massa corporal (IMC).

Estima-se que o Brasil possua cerca de 18 milhões de pessoas consideradas obesas. Somando o total de indivíduos acima do peso, o montante chega a 70 milhões, o dobro do que tínhamos há três décadas.

A obesidade é uma condição que vai além do meramente estético, ela expõe o seu portador a vários fatores de risco para uma série de doenças, dentre elas a hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, má formação óssea, entre outras.

Devido ao volume abdominal do portador de obesidade, há uma alteração do centro de gravidade que desencadeia uma série de alterações posturais, como aumento da lordose lombar e anteversão da pelve, hipercifose torácica, hiperlordose cervical, rotação medial dos quadris, joelhos valgos e pés planos.

Para indivíduos com essa condição, o Pilates pode ser uma ótima opção de atividade física, pois pode aumentar o gasto energético desses indivíduos e diminuir o excesso de gordura, além de ser usado para trabalhar as alterações posturais consequentes do excesso de peso. Esse método também pode ser visto como ferramenta de socialização, uma vez que pessoas obesas muitas vezes são discriminadas em ambientes sociais.

O Pilates se mostra ainda uma ótima opção para os obesos, pois estes exercícios são realizados de forma mais lenta e com menor impacto nas articulações, o que além de facilitar a realização da atividade, evita dor ou lesões nos joelhos, costas ou no tornozelo, por exemplo. Apesar de não ser uma atividade de alto gasto calórico, o Pilates também ajuda a emagrecer e mobilizar a gordura localizada da barriga, melhorando também o condicionamento físico, promovendo o bem-estar.

Se você está procurando um estúdio para fazer Pilates e aumentar sua qualidade de vida, venha para a Pure Pilates! Temos 21 unidades em São Paulo, uma, com certeza, está perto de você!

Próxima página >>