Artigos

Conheça nosso Blog ACESSE AGORA

Pilates ou Yoga


Uma dúvida recorrente para quem conhece pouco das técnicas utilizadas pelo Pilates, é sobre quais reais diferenças entre o Pilates e a Ioga. Antes de qualquer coisa, vamos falar sobre a semelhança que deixa todo mundo confuso: tanto o Pilates como a Ioga focam na integração “mente sã, corpo são”. Ambas trabalham com o bem estar da mente em prol do bem estar do corpo, com exercícios que cuidam da respiração, por exemplo.

É sempre bom lembrar que nem o método Pilates nem a Ioga foram criados para ser exercícios físicos, portanto a escolha do melhor para cada um está intimamente ligada a conquista de metas pessoais, ou seja, fatores únicos e de difícil comparação.

A técnica criada por Joseph Pilates difere do exercício milenar em alguns pontos. Vamos a eles:

  • Gasto Calórico: É importante saber que nessas atividades o gasto calórico varia muito de acordo com o nível de condicionamento de cada aluno, que determina as rotinas de exercícios. Traçando uma estimativa, uma aula de Pilates pode queimar até 550 calorias para um praticante avançado e cerca de 380 calorias para um iniciante. Já a Yoga, depende muito do estilo e a gama de exercícios é vasta. Pegando como exemplo os estilos que priorizam o exercício físico, como a Power Yoga, pode-se ter um gasto de cerca de 450 calorias por aula.
  • Fortalecimento Muscular: Este é um ponto chave para ambos, pois é o fortalecimento e estabilização muscular o objetivo da maioria das pessoas que buscam conscientemente e não por modismos, estas duas práticas. Tanto a Yoga quanto o Pilates promovem um fortalecimento e estabilidade muscular bastante satisfatória em seus praticantes, sendo que em ambas a melhora do tônus muscular promove uma melhora do metabolismo basal.
  • Condicionamento Físico Geral: Apesar de este não ser o principal objetivo de nenhuma das duas, tanto a Yoga quanto o Pilates promovem uma melhora de fatores como força, flexibilidade, resistência muscular e coordenação motora. Portanto, ambas são eficientes neste quesito.

As diferenças, apesar de pequenas, existem e cabe particularmente a cada aluno analisar pontos fortes de cada atividade e escolher a que mais se encaixa com seu estilo de vida e desejo de resultado.

Quer saber mais? Então clique aqui e veja todos os artigos publicados.