Artigos

Conheça nosso Blog ACESSE AGORA

Pilates ou musculação?

Mais e mais pessoas se deparam com a seguinte dúvida: devo fazer Pilates ou musculação? Na verdade um não substitui o outro e ora um e mais indicado ora o outro e na maior parte das vezes os dois se complementam. O segredo para saber qual está no conhecimento das vnatagens e desvantagens de cad um.

O Método Pilates é um sistema de condicionamento físico, desenvolPilates ou musculacao?vido no início do século 20 por Joseph Pilates, que o chamava “Contrologia” em referência à forma como o método encorajava o uso na mente para controlar o corpo. Pilates é um programa de exercícios que foca os músculos essenciais para a postura, os quais ajudam a manter o corpo equilibrado. Ele é executado em aparelhos (máquinas) onde a resistência é feita através de molas e/ou o peso corporal, e também realizado no solo, com bolas, assessórios… Atualmente já existe a hidropilates, onde os exercícios são feitos dentro da água.

O método Pilates veio a tornar-se uma verdadeira compulsão da moda, sendo que, ainda atualmente, apresenta-se como um método vistoso, de reabilitação, de natureza quase esotérica e milagrosa. Pilates é muito mais do que isso. A melhor virtude do método não tem sido suficientemente aludida pelos profissionais. Trata-se precisamente da possibilidade de realização de um treino de força profundo, de natureza estática a nível abdominal e excêntrica a nível periférico, fazendo com que exista uma melhoria da estabilidade corporal sem que se verifique um necessário aumento de tensão.

As atividades em que são mantidas a realização de posturas de força estática e resistente, somadas ao alongamento global de determinadas cadeias musculares parecem possuir vantagens distintas. Só através deste tipo de atividades é possível empreender um trabalho muscular inclusivo das massas musculares profundas, grupos musculares com uma grande importância na estabilidade central do corpo e no controle postural.

Pilates é um método de condicionamento total do corpo que enfatiza o equilíbrio, concentração, controle, precisão e movimentos fluidos, os quais resultam em mais flexibilidade, força, tônus muscular, consciência corporal, energia e concentração.

Assim como a musculação também é muito mais que apenas “puxar ferro”. Quando estamos falando de um trabalho bem orientado por parte do profissional, o aluno só tem a ganhar. A utilização de pesos, tanto em fitness como em fisioterapia, é extremamente comum, mas releva de alguma ignorância por alguns profissionais. O treino de força deveria ter sempre uma componente funcional, com atenção especial ao controle motor, visando um trabalho completo do corpo humano.

Além de deixar seu corpo bonito e harmonioso, o treinamento funcional tem como meta melhorar sua performance. Não só na academia mas nos movimentos que fazemos no dia-a-dia: levantar, sentar, subir escadas, sair do carro. Quem não quer ter um corpo resistente às lesões e menos suscetível à dor nas costas por exemplo?

Os benefícios atribuídos ao treinamento de fortalecimento muscular dependem de uma série de variáveis, incluindo intensidade, duração, e volume de exercícios necessários para alcançar os objetivos individuais.

Musculação é uma atividade que visa o desenvolvimento da força, da resistência e da tonificação muscular. Pode ser praticada como recuperação da condição física e como complemento de outras atividades/modalidades físicas/desportivas, com o apoio de máquinas e pesos livres.

Lembrando do princípio de que os músculos precisam ser desafiados para ficar firmes e fortes, antes de escolher qual o melhor exercício pra você, seja ele a Musculação ou o Pilates, tenha pelo menos duas opiniões sobre a atividade física desejada. Cuidado com aqueles profissionais, se é que podemos assim chamá-los, que dão falsas promessas e principalmente falam mal da atividade física que ele não orienta, só pra ganhar você como adepto da atividade física dele.

Quer saber mais? Então clique aqui e veja todos os artigos publicados.