Artigos

Conheça nosso Blog ACESSE AGORA

Pilates mantém a saúde da coluna vertebral

O método ajuda no fortalecimento dos músculos das costas e do abdome

Quem nunca sentiu dores nas costas que levante a mão. Esse é um dos problemas crônicos da modernidade decorrente do estresse, falta de tempo para atividade física e, principalmente, a má postura. O coringa escondido dentro da manga para prevenir o problema atende pelo nome de Pilates. O programa de exercícios criado por Joseph Pilates equilibra corpo, mente e espírito de maneira global e ajuda, também, na prevenção do desconforto e manutenção da saúde da coluna vertebral.

Isso porque o Pilates proporciona, entre outros benefícios, o alongamento, tonificação e definição dos músculos, fortalecimento da musculatura abdominal e da situada ao longo das vértebras, além de auxiliar na redução do estresse. “O fortalecimento abdominal ajuda a melhorar também o alinhamento postural, o que mantém a coluna vertebral forte e flexível, ajudando no alívio de dores nas costas e articulações”, explica Mônica Martins Nóbrega, profissional de Pilates.

O método vem sendo utilizado tanto para fins terapêuticos como o alívio de dores decorrentes de hérnias de disco, bico de papagaio, tendinites e distensões. Porém é importante ressaltar que a modalidade não substitui as sessões de Fisioterapia. Mônica Martins Nóbrega explica que o Pilates é utilizado como método de prevenção dos problemas nas costas e para manter os resultados adquiridos com a Fisioterapia.

“O Pilates não atua na patologia em momentos de crise aguda da dor, este é o papel das sessões de Fisioterapia que, inclusive, deve ser prescrita por um médico especializado”, esclarece.

Mas então no que o Pilates pode ajudar? “Na manutenção e fortalecimento subsequente ao tratamento prescrito. Ajudamos, tanto na prevenção do problema, como na manutenção de uma coluna vertebral já tratada, bem fortalecida, protegida e saudável”, responde a profissional.

Ao todo, o Pilates compreende mais de 500 movimentos e centenas de variações, que devem ser realizadas com poucas repetições e muita precisão, controle respiratório, alinhamento postural, concentração e fluidez de movimentos, uma mistura equilibrada de treino de força, flexibilidade e resistência.

Fonte: Hagah

Quer saber mais? Então clique aqui e veja todos os artigos publicados.