Artigos

Conheça nosso Blog ACESSE AGORA

Pilates e dores nas costas e coluna

"Minhas cPilates - Clique aqui para agendar uma aula gratuitaostas costumavam doer o tempo todo e agora eu não sinto mais nenhuma dor". Esta é uma frase que ouvimos com frequencia de pessoas que fazem Pilates. O que o Pilates faz de tão bom para o alívio da dor nas costas?

O que torna o Pilates tão efetivo é que ele trabalha os desequilíbrios estruturais do corpo que causam a dor nas costas. Problemas como a falta de força no centro do corpo, instabilidade da pelve, desequilíbrios musculares, má postura e falta de consciência corporal afetam a saúde das costas. O Pilates é especializado em tratar todos eles, ajudando as pessoas a melhorarem.

Clique aqui para agendar uma aula gratuita

Pilates ajuda a corrigir a postura
No Pilates, nós prestamos muita atenção em como nossas partes do corpo estão alinhadas uma em relação a outra. Quando o alinhamento corporal não está bom, nossa espinha sofre pressões de forma desequilibradas, resultando em dores. Os exercícios de Pilates, feitos com atenção no alinhamento, criam o desenvolvimento e uso uniforme dos músculos, permitindo que os movimentos se desenvolvam no corpo de uma forma natural.

Por exemplo, um dos desequilíbrios posturais mais comuns que as pessoas têm é a tendência para dobra ou inclinar a pelve. Ambas as posições criam pontos fracos de um lado do corpo e do outro lado tensionam demais. Assim, a espinha perde o suporte das suas curvas naturais e cria um efeito dominó de dores e machucados em toda a sua extensão, chegando até o pescoço. A prática do Pilates aumenta a consciência corporal para o alinhamento correto da coluna e da pelve e cria uma força interna que ajuda a suportar as curvas naturais da espinha. Nós chamamos isso de "ter a coluna neutra" e isto tem sido a chave para melhorar as costas para muitas pessoas.

Pilates desenvolve a força central
Para se ter uma boa postura, é necessário que nosso centro corporal esteja forte. Isto significa que os músculos profundos da região abdominal e lombar devem estar fortes, flexíveis e trabalhando juntos para ajudar e estabilizar a coluna.

Alguns desses importantes músculos do centro são:

  • o assoalho pélvico;
  • o psoas, que trabalha para nos manter na posição vertical e na flexão do quadril;
  • os multífidos, que são pequenos músculos que se entrelaçam ao longo da espinha;
  • o transverso e os oblíquos do abdômen.

Todos esses músculos tem papel importante no suporte e estabilização da coluna.


Pilates promove a flexibilidade
Uma coluna saudável é aquela que pode se curvar para frente e para trás, torcer, mover-se de um lado para o outro de uma forma que ela revela todas as sutis articulações que nossas muitas vértebras nos permitem ter. A medida que desenvolvemos a força do centro, os músculos das costas aprendem a trabalhar em harmonia com os músculos abdominais, formando um suporte protetor para a espinha que aumenta a sua a amplitude de movimento. O fato de os exercícios de Pilates serem facilmente modificáveis faz com que seja fácil para as pessoas com dores nas costas trabalharem com eles.

Pilates aumenta a consciência corporal
A dor nas costas pode ser causada por um machucado ou, mais frequentemente, devido a uma má postura. Assim, ela serve como um alerta para prestarmos mais atenção em como vivemos com o nosso corpo. O método do Pilates é um exercício de atenção total. Você não pode fazer Pilates se você não estiver completamente consciente de seu alinhamento corporal e da energia que você trás ao movimento. Este tipo de prática de consciência é estremamente poderoso para pessoas com dor nas costas porque nós não promovemos apenas a função física, mas também a integração corpo e mente, tornando mais fácil a adequação dos padrões posturais e de movimento. 

A dor nas costa tem muitas causas e o Pilates pode não ser adequado a todas elas. Se você tem dor nas costas crônica, por favor verifique com seu médico antes de iniciar um programa de Pilates. Se voCê escolher por fazer Pilates, é importante que você trabalhe com um instrutor qualificado e que esteja atento e consciente aos desafios que você deverá trabalhar.

Quer saber mais? Então clique aqui e veja todos os artigos publicados.