Artigos

Conheça nosso Blog ACESSE AGORA

Pilates e a terceira idade


Como disse Simone de Beauvoir: “A velhice não é um fato estático; é o resultado e o prolongamento de um processo”, o processo da vida. Resultado pelo qual, com sorte, todos nós passaremos. Com o correr dos anos, é comum que haja diminuição de algumas das mais importantes capacidades funcionais do corpo como o equilíbrio, a tonicidade dos músculos e a resistência. A diminuição dessas capacidades, aliada ao sedentarismo que, em grande parte dos casos, acompanha o indivíduo pela vida, contribuem para o aparecimento de diversos males na chegada da senectude, como dores, inchaços, desvios na coluna e dificuldade de locomoção.

Então, qual o maior desafio da vida quando o assunto é a chegada da terceira idade? Sem dúvidas, se preparar para recebê-la  com plena saúde mental e física. Neste ponto, o Pilates pode ser um grande aliado!

O método de exercícios, que visa equilibrar a relação de corpo e mente, tem como foco o fortalecimento muscular, importante, por exemplo, para os que sofrem de perda óssea. Como os exercícios são de baixo impacto e as aulas, em geral, são individualizadas, cada aluno de Pilates pode dispor de uma supervisão de qualidade, o que diminui consideravelmente o risco de lesões que, na idade avançada, necessitam de cuidados mais sérios.

Vale lembrar que, como qualquer atividade que alguém da terceira idade decida fazer, antes do início da prática de Pilates, é importante que o indivíduo passe por uma avaliação física para que sejam identificadas possíveis limitações, inflamações, problemas ósseos, pois essas restrições devem ser informadas ao instrutor para construção de um treino personalizado e eficaz.

Quer saber mais? Então clique aqui e veja todos os artigos publicados.