Artigos

Conheça nosso Blog ACESSE AGORA

O exercício físico é associado ao bem-estar de seus praticantes



Dentre suas diversas manifestações, a corrida apresenta-se com uma das modalidades com grande número de adeptos, tanto pela facilidade em sua prática, como pelos benefícios para a saúde e o baixo custo. Por essas e outras razões, os indivíduos que a praticam, seja no âmbito competitivo ou recreativo, estão expostos aos eventuais riscos associados.

A realização de exercícios de maneira exaustiva, sem orientação ou de forma inadequada, pode contribuir para o aumento do numero de lesões esportivas, dentre os fatores, os intrínsecos destacam-se a idade, o sexo, a experiência, aptidão, alem de outros aspectos. Os fatores extrínsecos são o treinamento, o tipo de atividade e as condições climáticas, entre outras.
 
Em um estudo onde foram entrevistados 6.596 indivíduos, 335 (5,1%) relataram ter sofrido algum tipo de lesão durante o ultimo mês. Também, 46% dos homens e 15% das mulheres referiram que as lesões estavam associadas a pratica de exercícios ou esportes. No Brasil, não são muitos os relatos sobre a prevalência de lesões. Apesar de as evidencias apontarem crescente numero de lesões, em especial entre corredores, ainda existe certa divergência sobre os fatores que podem influenciar a ocorrência desses agravos.

Essas constatações dificultam a realização de intervenções que possam prevenir a ocorrência de lesões nessa modalidade e também auxiliar no aumento da performance de seus praticantes.

Encontra-se ainda na literatura a diminuição na prevalência de lesões a partir dos 60 anos de idade, sendo que os sujeitos entre 40-60 anos são mais acometidos quando comparados com aqueles com idade inferior a 40 anos. Essas evidências sugerem que o decréscimo da ocorrência de lesões observado com o aumento da idade deve-se a redução na freqüência e intensidade da atividade física com o decorrer do envelhecimento.

Também foi verificado que a corrida e uma das atividades em que as lesões mais ocorrem quando comparando a prática esportiva e de caminhadas, em especial nos membros inferiores. Um dos aspectos que podem influenciar a ocorrência das lesões é a intensidade do treinamento.

Portanto, atividades como o Pilates não só podem como também devem fazer parte dos treinos de atletas principalmente porque o praticante sente benefícios imediatos em seu corpo, como: melhora na postura e alinhamento corporal, aumento da consciência corporal, alívio de tensões e dores, melhora do alongamento e flexibilidade, desenvolvimento do equilíbrio e coordenação motora, fortalecimento e estabilização dos músculos, diminuição no impacto das articulações. Consequentemente a prática leva a uma considerável melhora no desempenho atlético e funciona como eficiente forma de prevenir lesões.

Autora: Rafaela Porto
Fonte: tudosobrepilates.com.br

Quer saber mais? Então clique aqui e veja todos os artigos publicados.